Qualquer equipamento, incluindo peças que eventualmente venham a ter contacto com peróxidos devem ser de polietileno ou materiais inoxidáveis de alta qualidade. Outros plásticos inertes podem ser utilizados, porém o uso de aço não inoxidável, cobre ou borracha deve ser estritamente evitado, já que o contato com tais materiais pode levar a decomposição.

Use medidores e recipientes diferentes para peróxidos e aceleradores, e tenha eles bem diferenciados. Deve-se tomar uma atenção redobrada com pistolas, certificando-se que o equipamento esteja limpo antes de se encher o recipiente de peróxido. Quando testando, faça-o num recipiente contendo água, jamais direcione o spray para o ar. Certifique-se de que a válvula de peróxido não esteja bloqueada.

Não transfira peróxido de seu recipiente original para outro recipiente rígido ou de vidro que eventualmente possa estourar se houver contaminação durante a transferência. Recipientes de peróxido vazios devem ser cuidadosamente lavados e descartados, de uma maneira tal que se evite a reutilização.